Você está aqui: Página Inicial Programas de Extensão Incentivo à Leitura entre Jovens Leitores

Incentivo à Leitura entre Jovens Leitores

Caracterização do Programa

O programa desenvolve um trabalho diferenciado de incentivo à leitura no espaço da Biblioteca Infanto-Juvenil da UNIRIO - BIJU. Atua de acordo com a faixa etária e os interesses dos jovens usuários (entre 2 e 18 anos). A questão da leitura é trabalhada buscando a forma prazerosa do ato de ler e por isto utilizam-se as diversas formas de comunicação, linguagens e formatos existentes na sociedade atual. Entre as várias atividades executadas destacam-se o trabalho das oficinas de jogos dramáticos e a atividade da hora do conto. Além disso, há também, exibição de filmes, peças de teatro, jograis, exposições e oficinas literárias.

 

O programa cria uma parceria entre a Universidade, através da Biblioteca Central e das disciplinas dos cursos de Licenciatura em Teatro e Biblioteconomia envolvidas nas atividades, e as escolas públicas do Ensino Pré-escolar e Fundamental da região do entorno do campus Urca, beneficiando em torno de seis mil alunos externos. Também desenvolve atividades de gerência e organização de bibliotecas que visam criar instrumentos que possam ser aplicados em outras unidades do gênero.

 

 

Objetivo Geral

Incentivar através de atividades lúdicas o hábito de leitura em crianças dos ensinos infantis, recém-alfabetizados e adolescentes do ensino fundamental das escolas da região do entorno do campus Urca da UNIRIO.

 

 

Objetivos Específicos

- Atender em torno de 6000 alunos na faixa etária entre 2 e 18 anos nas atividades de hora do conto e seus desdobramentos;

- Oferecer oficina de jogos dramáticos para a comunidade adolescente das escolas da região;

- Propiciar aos acadêmicos de graduação atividades de planejamento, execução e avaliação de ações culturais, tendo como tema à leitura e o letramento de alunos do ensino fundamental e do pré-escolar;

- Montagem de exposições com temas ligados ao livro e a leitura;

- Montagem de espetáculos que integrem os alunos das oficinas de jogos dramáticos;

- Apresentação de atividades na semana da Campanha Paixão de Ler da Secretaria Municipal de Cultura da Cidade do Rio de Janeiro;

- Elaboração de um vocabulário controlado destinado a representar o conteúdo das informações destinadas ao público infanto-juvenil.

 

 

Sobre os Projetos – Hora do Conto e Oficinas de Jogos Dramáticos

O trabalho é desenvolvido pela Biblioteca Infanto-Juvenil – BIJU em parceria com as Escolas de Artes Cênicas e Biblioteconomia da UNIRIO. Os acadêmicos desses cursos, orientados pelos professores da Universidade, e pela equipe da Biblioteca Central desenvolvem atividades tanto na área de contação de histórias, como planejamento, implantação e manutenção de oficinas e de espetáculos.

 

Como a faixa etária dos alunos atendidos é variável, torna-se necessário estabelecer uma diferenciação na metodologia utilizada. No primeiro segmento, que inclui crianças da pré-escola até o quinto ano do ensino fundamental, é dada ênfase à variedade de atividades que acompanham a leitura em grupo, normalmente realizada como a Hora do Conto. A Hora do Conto é sempre seguida de uma atividade lúdica, baseada na proposta de Gianne Rodori, onde a fantasia é estimulada. A metodologia adotada nesse seguimento é a da teoria da estética da recepção, de Wolgang Iser.

 

O passo a passo da ação, iniciando com a busca da história, planejamento das atividades complementares, convite às escolas e finalização é apresentado como um ato prazeroso e surpreendente. Essas atividades ocorrem as terças e quintas-feiras em dois horários, pela manhã (10h) e à tarde (13h30min). Elas são agendadas pelo número de telefone (21) 2542-1438, com antecedência de sete dias. São sempre discutidas com os professores das escolas participantes e muitas vezes são temáticas.

 

Nessa linha, tivemos o projeto Grandes compositores brasileiros, no qual além da Hora do Conto com a história dos principais compositores, foram apresentados aos alunos as músicas, os instrumentos e os registros das músicas – as partituras. Obedecendo este formato várias atividades foram sendo desenvolvidas, sempre apoiadas na contação de histórias: Novos escritores, incentivando a criação de textos, Leonardo da Vinci, explorando a curiosidade e as invenções, e a técnica de pintura deste grande gênio da humanidade.

 

O segundo segmento, que tem como público alvo os adolescentes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, utiliza a linguagem do Teatro através da dinâmica de jogos dramáticos. O curso é ministrado pelos estudantes do curso de Licenciatura em Artes Cênicas. A duração é de dois semestres letivos, com um único período de inscrições entre os meses de março e abril e início das oficinas na primeira semana de março. É necessário preenchimento de uma ficha específica e da autorização dos responsáveis. As aulas ocorrem duas vezes por semana, às segundas, quartas e sextas-feiras, de acordo com a turma e têm duas horas de duração cada, nos turnos da manhã e da tarde. Também é oferecida uma turma no horário noturno com uma aula por semana com duas horas de duração.

 

As oficinas possuem três objetivos: possibilitar a aproximação dos adolescentes com a Biblioteca Infanto-Juvenil da UNIRIO; ampliar o conhecimento teatral; e estimular a sensibilidade crítica. As atividades da oficina de jogos dramáticos utilizam as metodologias: análise ativa, de Constantin Stanislavski e improvisação para teatro, de Viola Spolin. Essas técnicas são utilizadas como caminho de incentivo à leitura de diferentes textos. São realizadas diversas ações e práticas que despertam a curiosidade e fornecem novas perspectivas de estudo, profissão e lazer.

 

Os jogos dramáticos, principalmente a linguagem teatral, são empregados no intuito de auxiliar a mudança de posição nas diversas situações de vida e, dessa forma, ajudar a compreender os outros, as relações, enfim o mundo em que vivemos. O exercício de compreensão do outro implica no entendimento do ponto de vista de outras realidades, que são mais bem compreendidas no “faz-de-conta” do teatro.  Nessa atividade a participação dos estudantes da UNIRIO se dá na construção de várias atividades de planejamento e execução dos conhecimentos adquiridos em sala de aula e pesquisas. Assim como exercitam o relacionamento interpessoal, tanto com a hierarquia funcional quanto com o público usuário dos serviços oferecidos.

 

Integrante oficial da maior campanha nacional em favor da leitura - Paixão de ler - a BIJU segue as orientações oficiais e adere à campanha anual sempre desenvolvendo alguma atividade. Essas atividades buscam integrar os movimentos que ocorrem na sociedade com a prática social da leitura e escrita no ambiente da biblioteca.

 

A complementação do ato da leitura por diferentes formas de linguagem, gêneros, suportes da escrita, contextos e circunstâncias tem se mostrado extremamente estimulante para os usuários da BIJU.

 

Com esta gama de possibilidades de construção de ações no espaço privilegiado da BIJU, que funciona como um grande laboratório de observação e experimentação dos conhecimentos adquiridos na universidade, espera-se contribuir para que os acadêmicos desenvolvam formas de agir e pensar o seu exercício profissional e o seu papel na sociedade brasileira.